INDICADORES NACIONAIS DO MERCADO IMOBILIÁRIO MOSTRAM QUEDA NOS ESTOQUES - SINDUSCON-CE - Sindicato das Construtoras

O que você está procurando?

INDICADORES NACIONAIS DO MERCADO IMOBILIÁRIO MOSTRAM QUEDA NOS ESTOQUES

Desde 2016, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), por meio da sua Comissão da Indústria Imobiliária (CII), tem divulgado, trimestralmente, os principais dados referentes ao mercado imobiliário de lançamentos residenciais, consolidados em 22 regiões de análise em todo o Brasil. O indicador foi desenvolvido com o intuito de apoiar pesquisas existentes nas entidades associadas à CBIC, consolidando dados com uma metodologia nacional.

A leitura do relatório referente ao 3° trimestre de 2017, divulgado no final de novembro/17, aponta para uma significativa redução da oferta final de unidades no mercado nacional.  Desde o 1º trimestre de 2016, quando o indicador começou a ser apurado, até este último trimestre de análise, é notório como a oferta imobiliária final disponível, isto é, as unidades residenciais de lançamentos ainda em venda durante a pesquisa, vêm apresentando reduções trimestrais praticamente constantes. No 3° trimestre do ano esta oferta final chegou a pouco mais de 120 mil unidades, com redução ante o trimestre anterior em 3,8 % em unidades – sob a mesma base de comparação.

Tal fato deve-se reportar, entre outras razões, durante o período de análise, a uma redução no volume de lançamentos, além dos esforços de comercialização das empresas para redução de estoque.

Os lançamentos imobiliários, no entanto, não têm mantido um mesmo comportamento a cada trimestre de análise. Observando o gráfico abaixo é possível verificar que houve redução de lançamentos no 3º trimestre com relação ao 2º em 11% de unidades, porém, na comparação com o 3º trimestre de 2016, houve crescimento.

As vendas, por sua vez, apresentam desempenho bastante regular, com isso contribuindo também para a redução do estoque. Acredita-se que as vendas teriam mesmo um comportamento ainda melhor no ano, caso fossem acompanhadas por maior volume de lançamentos, que tradicionalmente impactam positivamente a comercialização.  No acumulado do ano, as vendas em unidades registram leve oscilação negativa de 1,5% em relação ao acumulado do ano anterior.

Os principais destaques no relatório do terceiro trimestre de 2017, são:

  1. As vendas superaram os lançamentos em 5.202 unidades, número que representa 26% das unidades vendidas.
  2. As vendas e lançamentos do terceiro trimestre de 2017 diminuíram 5,1% e 11%, respectivamente, em comparação com o trimestre anterior.
  3. O terceiro trimestre de 2017 teve um crescimento em relação ao igual período de 2016 tanto em vendas quanto lançamentos em 4,2% e 14,7%
  4. A oferta final do terceiro trimestre de 2017 apresentou queda próxima de 4% em relação ao trimestre anterior.
  5. A participação no trimestre de lançamentos e vendas é majoritariamente ocupada por 2 dormitórios em mais de 55%.

O relatório completo encontra-se à disposição aqui.

 

Outras notícias